Home
PortuguêsEnglish

Fabricante do BlackBerry irá ajudar polícia inglesa a identificar infratores

Empresa se comprometeu a ajudar após a denúncia de que os protestos estavam sendo coordenados a partir de smartphones da linha BlackBerry.

A Research In Motion (RIM) se comprometeu a atuar junto à polícia inglesa para controlar os violentos protestos que têm se espalhado por Londres, Birmingham e Liverpool desde o último sábado (6/08). A promessa surgiu pouco após a denúncia de que as ações estavam sendo coordenadas a partir de smartphones da linha BlackBerry, cuja fabricação é de responsabilidade da empresa.

Os distúrbios já chegaram à várias áreas da capital inglesa, de Hackney, Peckham e Clapham a Croydon e Ealing – isso depois de atingir os bairros de Tottenham e Brixton no último fim de semana. A inflamada reação teve início depois que um homem, supostamente armado, foi morto pela polícia do país.

Um enorme depósito da Sony, localizado em Enfield, e utilizado pela empresa para distribuir CDs e DVDs no Reino Unido, foi incendiado pelos manifestantes. As autoridades estão em busca de pessoas que trocaram mensagens ameaçadoras via BlackBerry Messenger, Twitter e Facebook.

“Sentimos muito por aqueles que foram afetados pelos tumultos. Estamos trabalhando junto com as autoridades, de modo a ajudar da melhor maneira que pudermos”, afirmou o diretor de marketing da RIM, Patrick Spence.

Nos últimos anos, os dispositivos da BlackBerry têm se mantido relativamente populares tanto no mercado corporativo quanto com os usuários jovens, graças ao baixo custo para utilizar sues serviço de mensagens – conhecido como BBM. Spence disse que irá atender aos pedidos de monitoramento e interceptações quando estes foram feitos pela polícia.

Ainda assim, já que as mensagens trocadas por sua rede costumam ser criptografadas, é possível que a companhia tenha dificuldade para entregá-las às forças do Reino Unido.

Fonte: John P. Mello Jr. / PC World/US - IDG Now!

Design: Fábrica de Criação • Copyright © 2013: ABCF e APCF