Home

A ABEAT - Associação Brasileira de Especialistas em Alta Tecnologia têm a satisfação de promover a IV Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos (ICCyber 2007).

Este Mega-Evento têm o apoio e colaboração técnico do Departamento de Polícia Federal, através da Diretoria Técnico-Científica do Instituto Nacional de Criminalística por meio do Serviço de Perícias em Informática (SEPINF).

São apoiadores e colaboradores também, na formatação do conteúdo e no suporte institucional no convite junto aos demais organismos internacionais, a Polícia Federal da Austrália (AFP) e o Federal Bureau of Investigation-FBI/USA.

Apóiam na divulgação institucional e formação do conteúdo pragmático do Evento, a Fundação Polícia Federal de Apoio ao Ensino e à Pesquisa-FUNPF e a Associação dos Peritos Criminais Federais-APCF.

A ICCyber é um dos mais importantes eventos de Tecnologia e Perícia em Informática existentes na América Latina, possuindo uma agenda com palestras e conteúdo técnico-científico, assim como uma programação estruturada por Peritos Criminais Federais da área de Informática, de Renomados Especialistas e Consultores, Acadêmicos de diversas Universidades Brasileiras e Internacionais, de Executivos de importantes Corporações de base Tecnológica, além de Instituições de representação da Sociedade Civil Brasileira e Internacional.

O Evento será realizada junto com a II Conferência Internacional de Ciência da Computação Forense (ICoFCS2007), com sessões de artigos técnico-científicos recebidos de participantes, previamente selecionados por uma Comissão Técnica de Avaliação, e com a I Conferência Internacional de Treinamento e Exposição do Capítulo Brasília da HTCIA (IBTCE 2007).

A ICCyber 2007 é um evento internacional de grande porte, aberto a conferencistas de qualquer parte do mundo, sujeitos a prévia análise de participação pelo Comitê Organizador. São esperados mais de 800 participantes de várias partes do Brasil e do Exterior, com destaque, ainda, para a possibilidade de intercâmbios técnicos e científicos entre peritos e outros profissionais envolvidos em atividades correlatas, como investigadores, cientistas da computação e juristas atuantes nesta área.

A Conferência é considerada uma ferramenta de incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento científico, com foco no combate aos crimes cibernéticos através da participação efetiva dos peritos criminais e de outros policiais brasileiros e estrangeiros, além de técnicos e representantes da sociedade, promovendo uma aproximação maior com outras comunidades da computação, da justiça e da sociedade forense.

Um dos fatores que motivou o surgimento desta iniciativa foi a necessidade de estreitar o relacionamento com a comunidade científica internacional da área, bem como com organismos internacionais, como a "Rede 24/7" e a Interpol, dentre outros. O objetivo é implantar um sistema ágil de cooperação policial internacional específico para o combate aos crimes cibernéticos, principalmente daqueles que têm efeitos em vários países.

O uso da Internet cresce muito rapidamente, inclusive para aplicações comerciais envolvendo grandes quantidades de valores financeiros em incontáveis transações realizadas a todo instante. É bom lembrar que não há fronteiras que possam limitar estas operações e nem os contatos feitos por meio do espaço cibernético. Este ambiente se tornou extremamente propício para o surgimento e o crescimento dos chamados crimes cibernéticos, principalmente devido à possibilidade do anonimato de seus usuários, à facilidade de uso da grande rede e à sua conexão com todo o mundo.

Dessa forma, para que o combate a esses crimes possa ser eficaz e também eficiente, principalmente quando são praticados ou têm efeitos em vários países, é imprescindível um mecanismo de cooperação internacional composto por instituições organizadas e estruturadas para este fim. Além disto, é importante fomentar a pesquisa e o desenvolvimento no âmbito da perícia de Informática.

Imprimir esta página Topo da Página